Hoje vamos falar sobre verbos em francês. Normalmente as pessoas consideram a conjugação dos verbos em francês muito complicada mas, vamos mostrar que não é bem assim.

Verbos fáceis em francês

A boa notícia é que na língua francesa existem em torno de 20.000 verbos e destes uns 19.000 são verbos fáceis de conjugar. Isso quer dizer que 95% dos verbos são FÁCEIS. Por isso vamos chamá-los aqui de verbos “fáceis”.

Verbos que não apresentam grandes problemas. Você pode errar um “n” ou um “p”, a menos ou a mais, mas a conjugação deles é muito fácil.

Verbos médios

Em seguida, tem uma outra categoria na qual os verbos poderiam ser considerados “médios”, meio difíceis. Mas que também não apresentam uma variação muito grande.

Suas terminações no presente do indicativo, são as mesmas para toda essa família, o que facilita um tanto.

Verbos difíceis/rebeldes

Chegamos então ao terceiro grupo de verbos. Estes sim, são verbos muito complicados, anômalos.

A gente poderia compará-los com espécies vivas e dizer que sofrem de malformação, de deformação: são os verbos “rebeldes”.

Para estes verbos, praticamente não há regra, para cada pessoa (eu, tu, ele, nós, vós, eles, etc) a conjugação é diferente da outra.

Vejamos por exemplo, o verbo Être:

  • Je suis
  • Tu es
  • Il est
  • Nous sommes
  • Vous êtes
  • Ils sont

Eles são verbos assim, diferentões, porque são muito usados. E aí está o problema: os verbos mais usados, são os verbos que sofreram maior variação, e por isso são os mais difíceis.

Dando a impressão de que todos os verbos em francês são complicados. Mas não é bem assim, pois lembre-se, 95% dos verbos são fáceis.

Dividindo o problema

Para facilitar a conjugação dos verbos, para um uso prático, a gente pode fazer uma divisão assim. Podemos dividir em: verbos fáceis, verbos médios e verbos “rebeldes”.

Verbos fáceis em francês, quais são?

Os verbos fáceis são todos os verbos que terminam com o seu infinitivo tendo som “ê”. Alguns exemplos, quando escrevemos o seu infinitivo (que sempre tem um “r” no final) fica assim: parler, chanter, écouter.

Esses verbos são sempre conjugados eliminando-se esse “-er” (foneticamente som “e”). Por um exemplo “danser”, você elimina o som “e” e pronto, já tem conjugação do verbo nas três primeiras pessoas. Na escrita você vai, eliminar o “er” e escrever as seguintes terminações pra cada pessoa:

  • “e”
  • “es”
  • “e”
  • “ons”
  • “ez”
  • “ent”

Respectivamente para cada pessoa – ver tabela resumo no final do artigo.

Verbos médios da língua francesa, quais são?

No segundo grupo, dito de verbos “médios”, vai existir uma variação maior no radical do verbo (o que não acontece com os verbos “fáceis”).

Por exemplo o verbo “voir” (não termina por “er”, então não é verbo “fácil”. “Voir” é um verbo “médio”. Ele vai fazer assim:

  • je vois (com “-s” no final),
  • tu vois (mesma coisa),
  • il voit (com “-t”, característico da terceira pessoa para estes verbos), e
  • nous voyons, com o “-ons” terminação típica de “nous”, mas com “y”.

De onde surgiu esse “y”?

Bom, podemos dizer que foi da evolução do verbo. Mas não temos como conhecer as evoluções de todos estes verbos. Então nos resta memorizar e ponto!

Isso traz um problema de ortografia no meio do verbos, mas as terminações continuam sendo “estáveis” para todas as pessoas:

  • “s”
  • “s”
  • “t/d”
  • “ons”
  • “ez”
  • “ent”

Ou seja, há variação no radical do verbo (em algumas pessoas) mas as terminações permanecem constantes. Isso vale para todos os verbos “médios”. Com isso podemos ver que não são tão difíceis assim.

Verbos franceses rebeldes, quais são?

Agora chegamos nos verbos que estamos chamando aqui de “verbos rebeldes”.

Esses sim são muito complicados. São mais ou menos em torno de vinte verbos, como dissemos anteriormente. Mas, o mais importante é que são muito utilizados.

Não sabemos se eles se deformaram por serem muito utilizados, ou se, por serem muito utilizados se deformaram. Para citarmos alguns deles: être, avoir, aller, pouvoir, vouloir, devoir, dire, etc.

Resumindo

Podemos então resumir assim: temos um grupo bem grande que se conjuga de um jeito muito fácil com o mesmo radical e as mesmas terminações.

Outro grupo pequeno com uma maior variação do radical mas cujas ações continuam constantes.

E o terceiro grupo, também pequeno, que são os verbos “rebeldes”, aqueles vinte, cada um de um jeito! Para estes últimos você vai ter que memorizar toda a conjugação.

Contudo, são apenas vinte, então com um pouco de uso, todo dia uma frase, por exemplo, logo, logo você se familiarizará com eles.

Nossa proposta aqui não é definir ou re-definir os grupos de verbos em francês, ou coisa parecida.

Queremos apenas propor um “mapeamento” dos verbos em francês, nestes três grupos, para que fique facilmente identificável, especialmente para nós brasileiros.

E usando estes curtos princípios trazer uma maneira de facilitar sua escrita e pronúncia no dia-a-dia.

Inscreva-se no Nosso Canal

Bônus: para aonde correr em caso de necessidade?

Você ainda achou isso tudo meio confuso? Ou quer entender melhor e em mais detalhes a matéria? Não se preocupe, para ajudá-lo a conhecer melhor todos os verbos em francês trouxemos um bônus bem legal para você nesse post.

Além destes pequenos princípios que comentamos, existem outros recursos. Hoje em dia, com a internet, quando você está escrevendo um texto, por exemplo, e surgiu uma dúvida basta visitar um “conjugador on-line”.

Este conjugador da Laroussse, por exemplo, faz um bom trabalho. Você pode pesquisar pelo verbo de sua escolha ou “descobrir” os verbos com a ajuda do Larousse, que traz explicações e dicas.

E se sua dúvida não foi respondida você ainda pode recorrer ao fórum.

Mas não ficamos por aí, para garantir que você vai encontrar ajuda, sempre que precisar, indicaremos também mais dois recursos, pois existem ainda o conjugador do Figaro e do Reverso, ambos muito bons também.

Vá lá e dê uma olhadinha, você vai gostar. Depois nos conte o que achou.

Finalizando

Mas não esqueça, o segredo está na prática, quanto mais você escrever, mais praticar os verbos, inclusive os mais difíceis, mais familiares eles serão para você. É isso aí muito obrigado e até a próxima.